Área de estudos Curso Normal

Fórum destinado para o debate e diálogo das alunas do curso normal do Colégio Regina Coeli
 
InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  

Novo Tópico   Responder ao tópicoCompartilhe | 
 

 Como lidar com a sexualidade infantil

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Como lidar com a sexualidade infantil   Sab Jul 01, 2017 3:07 pm

Olá Meninas e Menino do 3º normal!
Nosso fórum está aberto para as colocações de vocês a partir de hoje (01/07) e se encerra dia (07/07), sexta-feira. Lembre-se de deixar sua participação, pois ela vale 1,5.

Leia o caso abaixo e após responda a questão que se encontra no final do tópico.

Lucas é um menino com 4 anos e frequenta a educação infantil, mais precisamente a turma do jardim. A professora vem percebendo que ele pede muitas vezes para ir ao banheiro e de certa forma ficou preocupada. Então, em um determinado dia resolveu ir atrás e observou que ele estava indo ao banheiro para mexer apenas em suas partes intimas. Vem observando também que ele começou a fazer isso também durante as atividades e brincadeiras livres.

Agora responda: Se você fosse a professora de Lucas o que faria? Qual seria a conversa que teria com ele? Você conversaria com os pais? Que conversa seria essa? E em relação a direção da escola, qual seria a sua atitude?

Abraços
Profe Alana
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Sab Jul 01, 2017 3:30 pm

Mariana Letícia Zago Xavier
Na prática sabemos que a realidade é outra. De primeira mão devemos, no momento que ela esta se tocando, tirar a atenção do que ela está fazendo, não diretamente a pessoa que está se masturbando mas de modo geral com que toda turma compreenda, podendo a convidar para nos auxiliar em algo de sala de aula entre outras ideias. Em seguida, o professor pode sentar e conversar com ela ou entrar no assunto geral com a turma, sobre prazeres falando do que a gente gosta de fazer o que nos deixa bem e satisfeito como tomar sorvete, todos nós gostamos mas não podemos tomar todos os dias e em todos os lugares... Temos que ter em mente que a conversa com as crianças deve ser clara e objetiva, somente o que eles precisam e querem saber, o pedagogo precisa ter confiança na hora de falar sobre e tranquilidade, mostrando aos alunos que é algo normal que todos sentimos em algum momento do dia a dia. Se o assunto for abordado com vergonha, tensão ou insegurança esse sentimento será transmitido para a criança fazendo com que ela encare a sexualidade com esse mesmo aspecto. Entretanto devemos também deixar claro que há limites e que existe hora e lugar para se auto conhecer, deixando o recado de que a gente não pode fazer tudo que quisermos quando quisermos. Do mesmo modo, chamar a família da criança para uma conversa com professora e pedagoga, relatar sobre o que vem acontecendo, como o aluno se porta em sala ou em saídas para o banheiro, perguntar se o mesmo ocorre em casa e se sim como eles lidam. Com isso poderá ser passado a família maneiras de como podem trabalhar isso em casa, ajudando a criança.
Sendo assim, a escola poderá promover projetos com algum tema relacionando envolvendo as famílias e a escola em um mesmo trabalho, trazendo palestras e atividades práticas para que todos possam entender sobre a sexualidade infantil e principalmente esclarecer que é algo normal e que todas as crianças deverão passar pela fase de auto-conhecimento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Dom Jul 02, 2017 3:09 pm

Maiara Marinello Zardo Razz
         Quando enxergasse o aluno fazendo tal ato, não o repreenderia, o chamaria para fazer outra atividade, ajudar um colega, ou chamaria todos para brincar de cantiga de roda, com peças, etc.
         Em um momento oportuno, conversaria com o aluno sobre suas atitudes, falaria que sei que quando ele se toca sente uma sensação boa, mas que não podemos fazer isso na frente de outras pessoas e na escola não é lugar apropriado para fazer o ato.
         Em uma roda de conversa entraria no assunto com todos os alunos, pediria em qual momento eles se sentem satisfeitos e com prazer, diria para eles também que não é em todos os momentos que podemos se sentir dessa forma.
         Agendaria uma reunião com os pais do menino, entraria no assunto calmamente falando que conversei com o aluno em particular por conta de algumas atitudes que havia observado, pediria para que os pais observem se ele tem estas atitudes em casa, se convive ou vê cenas de masturbação ou o ato sexual. Pedirei para se puderem conversar, mas nunca repreender.
         Marcaria uma reunião com a direção da escola, no momento, contaria sobre o que aconteceu e as providencias que tomei. Após daria a sugestão de tratarmos esse assunto mais abertamente com os alunos, sem falar nada que não seja recomendado para a idade, mas tratando do assunto para evitar que ocorra mais raramente situações semelhantes, pois sabemos que as crianças devem se conhecer.
         Procurarei tratar do assunto mais frequentemente em momentos livres. What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Brenda Lemos
Convidado



MensagemAssunto: Respondendo a parte que faltou...   Sex Jul 07, 2017 9:48 pm

Se você fosse a professora de Lucas o que faria? Qual seria a conversa que teria com ele? Você conversaria com os pais? Que conversa seria essa? E em relação a direção da escola, qual seria a sua atitude?

Inicialmente, iria ficar de certa forma contente pela criança ir até o banheiro para se tocar, até porque, ele não estaria fazendo mal nenhum e nem causando constrangimentos. Porém, quando percebesse que ele está fazendo isso durante as brincadeiras ou atividades, ficaria preocupada e continuaria observando. Como lidar com a sexualidade infantil é algo fácil na teoria, porém difícil na prática, acredito que se as atitudes do aluno continuassem, resolveria fazer um "particular" com ele. Nesta conversa, explicaria que é interessante fazer o processo de masturbacao e que ele não deve inibir seus desejos, porém quando precisasse fazer isto pedisse para ir ao banheiro. Caso ele não obedecer a estes combinados, acionaria sim os seus pais, para explicar as ocorrências e pedir-lhes um apoio em casa, fazendo os mesmos combinados que eu e/ou, descobrindo soluções para distrai-lo e entrete-lo, já que em meio a tantos alunos não poderia fazer isto. Alem disso, em relacao a escola eu primeiramente comunicaria a diretora ou diretor e depois repassaria para a coordenadora, explicaria os combinados que venho fazendo, como foi a conversa com os pais e como está ocorrendo a evolução, que, caso não exista, deverá ser informada para elas, para poderem me dar maior assistência no caso.
Creio que está seria a melhor maneira de lidar com o caso de Lucas, tendo calma, paciência e ate mesmo medo. As crianças precisam sentir que o professor sabe o que está falando e entender que também não é confortável para ele, assistir o auto bolinamento feito em sala de aula. Assim, a sexualidade infantil não será contida e muito menos reprimida sem necessidade, permitindo a evolução de nossos pequenos tanto interiormente quanto internamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Brenda Lemos
Convidado



MensagemAssunto: Como lidar com a sexualidade infantil?    Sex Jul 07, 2017 9:51 pm

A sexualidade infantil sempre foi um desafio. Tanto para os pais quanto para os professores, lidar com o afloramento das crianças não é fácil.
Diariamente, situações carregadas de apelo sexual, são coibidas por pais ou professores mundo a fora, mesmo sem a criança entender. Desde os primórdios da civilização, a ordem social se impõe aos impulsos instintivos dos indivíduos. Portanto, educar uma criança sexualmente, significa ensinar-lhe, entre outras coisas, as regras sociais de convivência, sejam elas quais forem e renunciar aos desejos é parte do aprendizado social de uma criança, porém quem tem que decidir isto é ela e não o adulto que a observa. Mesmo assim, é importante, que o adulto lhes diga onde é quando é apropriado aceitar seus desejos, para não causar constrangimentos tanto para si quanto para os outros.
A evolução sexual da criança começa ainda quando bebê, na hora da amamentação. É ali que os hormônios e a libido entram em cena. Conforme cresce, o bebê amplia sua capacidade de percepção e começa a entender o mundo simbólico. Paralelamente, descobre o xixi e o coco. É nesta fase, que as áreas do corpo onde o bebê sente prazer despertem nele curiosidade. Entao, começa o afloramento e a criança vai começar a mexer nestas partes sempre que puder, principalmente quando começar a tirar a fralda. A partir daí, surge o momento de os professores e país começarem a lidar com a sexualidade de duas crianças.
Para lidar com a sexualidade infantil, é necessário tratá-la, acima de tudo, com naturalidade. Se para os adultos, a sexualidade já é um tema complexo, imagine para as crianças. Por isso, deve-se ter muita calma ao lidar com o assunto. A curiosidade de mexer na genitália é natural entre os bebês e deve ser encarada como tal. Até porque, pesquisadores costumam afirmar que curiosidade é sinal de inteligência. Os pais não devem se desesperar porque sua filha ou seu filho estão se masturbando. Mas também não precisam ficar passivos. No caso dos pequeninos, a melhor maneira de intervir é colocar uma roupinha neles ou levá-los ao banheiro para ver se querem fazer xixi ou cocô, sem alarde.
A medida que as crianças vão crescendo, sua relação com o mundo vai se expandindo e a curiosidade continua a mil por hora. Os pequenos começam a entender as diferenças entre meninos e meninas, já percebem algo estranho nas histórias sobre como nasceram, notam que o papai e a mamãe dormem juntos, querem entender melhor esse negócio de gravidez e sementinha e por aí vai. Precisamos entender que isto também é natural e pode ser uma excelente oportunidade para o início das conversas sobre sexualidade com um filho. Vale a pena falar sobre os estranhamentos, sem a necessidade de explicar detalhes. Apenas se diz o que a criança quer saber, nunca mais que isso. As noções gerais são mais que suficientes. Isso pode ajudar esse futuro adolescente a lidar melhor com sua própria sexualidade. Em busca do prazer, o menino gosta de deixar o pipi duro e a menina adora segurar o xixi ou cutucar a vagininha. Bater na mão da criança e dizer que isso é feio está longe de ser a melhor conduta. A criança se assusta e intuitivamente repele de sua vida a busca por esse tipo de sensação. Além disso, o assunto vira algo proibido e dá margem para tabus e preconceitos no futuro. Levar a criança para o banheiro para fazer xixi ou cocô ainda é a melhor maneira de mostrar que lá é o lugar de mexer nas partes íntimas e também de desviar o foco de atenção. Quando volta do banheiro, ela se esquece de se tocar. Agora, se o pequeno insiste em se masturbar na frente de todos, mesmo que não saiba exatamente o que está fazendo, ele precisa saber que o papai e a mamãe vão ficar tristes se continuar, de preferência com uma conversa mais séria, que faça a criança também pensar, e não simplesmente obedecer. É importante que esta conversa seja feita particularmente e não na frente dos colegas.Já que a criança não poderá extravasar todo o seu prazer pelo corpo, é importante dar a ela opções. Só assim estaremos lidando corretamente com a sexualidade da criança, sem reprimi-la e/ou deixando-a sem explicações.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Moragana Marcon    Sex Jul 07, 2017 10:47 pm

Sabemos que a sexualidade infantil está a cada dia mais frequente. Lucas é um caso entre outros milhares que já relatamos nas praticas escolares e que infelizmente ainda iremos encontrar muito no nosso dia a dia.  Mas é claro a criança precisa se conhecer, mas existe hora e local apropriados para isso, a escola não é um bom lugar para isso acontecer.                                                                               Primeiramente não iria expor a criança diante a turma, para ele não a nada de errado no que está fazendo, iria chamá-lo para conversar comigo e explicaria que não é apropriado fazer isto em público Minha segunda atitude seria avisar a coordenação da escola que precisamos fazer um projeto sobre a sexualidade infantil, mostrar o que é certo e errado, ajudar a criança a se conhecer.
Trabalharia com muito cuidado o assunto em sala de aula com muita naturalidade e também poderia puxar um gancho e já comentar da higiene. Mas nunca deixar a criança com duvidas, responder sempre que el perguntar, nem mais e nem menos, na medida certa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Sex Jul 07, 2017 11:17 pm

Kelen Tedesco
       Se caso eu fosse a professora do Lucas, compreenderia que ele está passando uma fase de descobertas. Chamaria ele para uma conversa em particular em relação de que se tocar, pode lhe transmitir uma sensação de prazer, mas deve procurar um local mais apropriado para fazer determinadas ações.
Em seguida iria chamar os pais para uma conversa na escola, para que eles compreendam que é normal a criança possuir algumas manifestações sexuais em seu desenvolvimento é que estão ligadas ao interesse da criança em descobrir o seu próprio corpo. Por esse fato a punição ou repressão são totalmente prejudiciais e devem ser substituídas por um conversa mais objetiva e clara, pois e de extrema importância  a criança ter alguém para confiar e conversar.
Muitos pais não estão preparados para lidar com a sexualidade, por ter questões familiares, culturais..., mas nem por isso tem o direito de reprimir. Dizendo que isso é incorreto ou correto ou que  “Isto não é assunto de criança!”. O mais correto é esclarecer e atender à curiosidade, com respostas claras e objetivas, respondendo somente o que a criança pergunta.
Em relação a direção, informaria sobre a conversa que foi realizada com os pais, e as atitudes que ele está tendo, ressaltando os pontos comentados na conversa e o comportamento da criança, durante as atividades e a interação com os demais colegas.
Depois desse momento, realizaria um projeto em sala de aula, relacionado aos prazeres do Jardim, tendo como foco, demostrar que existem diferentes prazeres e que eles são geralmente realizados em momentos e locais adquados.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Denis Soares
Convidado



MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Sex Jul 07, 2017 11:37 pm

Primeiramente está fase que o Lucas encontra-se é a fase de descobertas, não devemos barrar a fazer isso, porém ensinando educadamente em quais momentos deve-se fazer esse tipo de atitude. Fazendo uma conversa particular, explicando detalhadamente e expecifico cada situação, em seguida comunicar a família para vir a escola, explicando o que está ocorrendo se apresenta os mesmo fatos em família, auxiliando a família neste momento delicado da vida deles, que muitas vezes algumas famílias não sabem conduzir o processo de uma forma adequada, não dando um suporte a eles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Sab Jul 08, 2017 10:44 am

Se você fosse a professora de Lucas o que faria? Qual seria a conversa que teria com ele? Você conversaria com os pais? Que conversa seria essa? E em relação a direção da escola, qual seria a sua atitude?
Lucas é um menino que está na fase das descobertas sobre seu corpo e vemos que isso é normal. Eu como professora confesso que não saberia muito bem como agir, podemos falar que "a se eu fosse a professora seria diferente, iria agir daquela e daquela maneira" mas na prática não é bem assim, mas provavelmente quando eu percebesse esta situação iria conversar com ele, como tu mesma falou profe, tirar o foco deste aluno, iria conversar com ele sobre: que não podemos fazer o que temos vontade em todos os lugares, por exemplo na hora da atividade ou da brincadeira livre não pode-se mexer naquele lugar. Vendo que está conversa com ele não resolve e que ele continua tocando em suas partes íntimas durante as brincadeiras e durante a atividade, iria comunicar a direção para que possamos conversar com os pais daquela criança sobre o que está acontecendo e se ele também prática estás atitudes em casa. Podemos observar que alguns pais não tem cabeça aberta para conversar sobre este tipo de assunto, então conhecendo os pais pediria ou não o auxílio de uma psicóloga para conversar com os pais sobre a situação.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Admin
Admin


Mensagens : 27
Data de inscrição : 04/03/2017

MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   Seg Jul 10, 2017 8:58 pm

Jéssica Puton

Se fosse a professora do Lucas, no primeiro momento acho que não saberia como agir, mas tentaria mudar o foco dele com brincadeiras, atividade, jogos, cantigas, etc. em um tempo mais reservado e sem nenhum aluno a não ser o Lucas, conversaria com ele e falaria que sei que quando ele se toca sente uma sensação boa, mas que não podemos fazer isso na frente de outras pessoas e na escola não é lugar apropriado para fazer o ato. Se mesmo assim o aluno continuasse comunicaria a escola para que marcasse uma reunião com os pais do aluno. Contaria que sabia que o Lucas está numa época de se descobrir e pediria se ele toca nas partes intimas em casa também. Pediria aos pais que se ele faz em casa tentasse mudar o foco dele, e não apenas castigar o Lucas por estar se descobrindo.
Na sala de aula tentaria sempre mudar o foco do Lucas e os demais para que, ele não fique tocando na frente dos demais. Isso é apenas uma fase de descoberta da criança, ele não faz por maldade apenas sabe que ao se tocar ele sente prazer. Nunca castigue um aluno por se descobrir ou o reprime no meio de todos seus colegas, apenas converse e tente mudar seu foco para outras coisas.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://areadocursonormal.forumeiros.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Como lidar com a sexualidade infantil   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Como lidar com a sexualidade infantil
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Como lidar com templates
» 4 periodo pedagogia av1 av2 organizaçao e didatica na educaçao infantil
» [Vídeo Tutorial] Como Trabalhar Com Cores no Illustrator
» [PEIDO] Como subir arquivos no 4Shared/Mediafire
» Como anda a tela do seu PC?

Permissão deste fórum:Você pode responder aos tópicos neste fórum
Área de estudos Curso Normal :: Sua primeira categoria :: Seu primeiro fórum-
Novo Tópico   Responder ao tópicoIr para: